Líder escolar: questão de adaptação
2 de dezembro de 2015
Amor transitório
2 de dezembro de 2015

Tratamento de beleza

Todos nós ansiamos a beleza. Queremos ser belos, charmosos, alegres e entusiastas; desejamos manter o viço da juventude, com seu vigor, sua disposição e sua empolgação. Se não for possível tudo isto, desejamos manter pelo menos o aspecto jovial e manter a aparência de que somos jovens ou então de que estamos conservados.

Para se conseguir este efeito buscamos manter a forma ingressando em spas ou academias onde praticamos uma infinidade de exercícios físicos em uma série de aparelhos específicos e engenhocas de aspecto futurístico. Buscamos os clubes para praticarmos os mais variados esportes, tais como karatê, vôlei, basquete, natação, sem esquecer o futebol e aquela famosa peladinha do fim de semana e a já famosa aeróbica… Aí começa um tal de em cima em baixo, pula e abaixa, flexione e alongue que não acaba mais. Se o caso já é muito sério procurarmos as tão famosas cirurgias estéticas, ou seja, a já conhecida plástica, as lipoaspirações e então começa um tira daqui põe ali, aumenta e diminui e puxa e estica Ufa! Haja silicone. Outros mais prevenidos (e outras em busca de um milagre) procuram através dos cremes com germe de trigo, de mel, de abacate, de cenoura… Shampoos com babosa, com hena… Sabonetes com erva doce, leite de aveia… Máscaras de beleza, toucas térmicas com aplicações de vitamina E e mel. Aplicações de colágeno, de placenta, emulsões com giseng, própolis, geleia real. Isto sem falar nos antigos e ainda atuais henê, pastas alisantes e creme de mocotó. Se você não ficar bonita pelo menos vai ter a pele mais nutritiva e rica, isto é se você não ficar pobre primeiro! E antes que as feministas parem de ler, os homens também embarcaram nesta e gastam tanto quanto elas ou até mais…

Não estou dizendo que você não deva se produzir ou procurar manter a saúde, o físico e a beleza. O que quero dizer é que com o passar dos anos, tudo o que você fez para se manter bela (o) irá passar, não vão adiantar mais os exercícios (isto se você ainda aguentar), as cirurgias e as lipo, – não vai ter mais o que tirar e nem onde colocar, porque tudo o que você fez e faz é tentar produzir a beleza de fora para dentro enquanto você envelhece de dentro para fora. Todo o seu tratamento será em vão porque a sua beleza é artificial, ou seja, é fabricada.

Mas existe uma beleza que não se apaga e que o tempo não faz envelhecer. Esta beleza permanece e a cada dia, mais e mais, é realçada, porque ela vem de dentro para fora, ela está continuamente crescendo e produzindo, não se esgota e não tem fim.

Aposto como você gostaria de ter uma beleza assim e faria de tudo para descobrir qual é… e antes que você morra de ansiedade ou que sofra um enfarte, – trágico não? -vou lhe dizer qual é e como consegui-la. É a beleza do caráter íntegro, da consciência limpa de um viver honesto. Isto sim é uma beleza! E tem mais! Se você tiver estas características até o seu visual será belo e jovem, assim como o seu humor será vibrante. Existe um provérbio que diz o seguinte: O coração alegre aformoseia o rosto. Pv. 15:13. Sabe por que? É que você estando em paz com você mesmo, com seus amigos e com Deus, não existirá preocupações, tensões, nervosismos e outros males.

Você pode tentar por si só ter esta beleza mas te garanto que vai ser muito difícil, para não dizer impossível. O mais fácil é procurar ajuda de um profissional, um verdadeiro esteticista, um cirurgião plástico, ele irá retirar suas rugas e celulites, vai lhe dar novos exercícios que vão deixar você com o maior gás, vai lhe dar uns cremes que vão retirar toda e qualquer imperfeição. Você ficará tão limpo que deixará com inveja a quem tomou banho com leite de cabra e se enxaguou com pétalas de rosas. Tá bom, tá bom! Vou dizer logo o nome, é Jesus Cristo.

Da próxima vez que baterem a porta do seu coração não é a vendedora dizendo: Avon chama (He! He! He! Lá ela não entra), mas será Jesus lhe procurando para iniciar o tratamento de beleza mais perfeito que existe. O que você está esperando? Vá correndo abrir!

Péricles R. Ramos
(Revista Advento)