Família de Sucesso
6 de novembro de 2019
Unhas
4 de dezembro de 2019

Arquitetura

Duração

08 a 10 semestres de acordo com a instituição, conforme sugestão da unidade para o cumprimento do currículo pleno, sendo o prazo máximo de integralização 12 semestres.

Atuação

Ao sabor da economia
O mercado de trabalho na área de Arquitetura e Urbanismo está hibernando – as oportunidades oferecidas hoje para os profissionais são reduzidas. Estamos num período atípico; a maioria dos escritórios está com poucos projetos para executar, revela Luiz Augusto Contier, profissional autônomo e coordenador do curso de Arquitetura da Universidade São Judas Tadeu.
A principal causa dessa escassez, de acordo com Contier, é a inconstância da economia brasileira nos últimos anos, alternando momentos de expansão e retração, o que assusta tanto as empresas que investem em construção civil como as pessoas que desejam erguer a sua casa.

O quebra-cabeça armado pela economia se complica ainda mais com a crescente concorrência no interior da categoria. Contier, que também é vice-presidente da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura (Abea), cita um levantamento da entidade, indicando que quatro mil novos profissionais saem das faculdades a cada ano, em todo o País.

De acordo com Marco Fogaccia, secretário-geral do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento de São Paulo (IAB-SP), com a influência recente do neoliberalismo, o Estado brasileiro deixou de investir em atividades de grande importância social, como planejamento urbano, o que reduziu as oportunidades dos profissionais do setor. No entanto, ele acredita que a situação deverá mudar: os governos voltarão a destinar recursos para essa área e, com isso, irão chamar os Arquitetos a desempenhar suas funções.

Valter Caldana, do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP), também afirma que a letargia do mercado não vai durar muito tempo. Para ele, o maior volume de ofertas de emprego acontecerá na Administração pública e em grandes empresas, em especial na construção civil. Outro campo de grande potencial é a área de ensino superior, que está absorvendo principalmente quem tem cursos de pós-graduação, além das empresas de consultoria em Arquitetura.

Maiores informações

http://www.comvest.unicamp.br/cursos/Arquitetura.html
http://www.sr1.ufrj.br/CatGrad2002.pdf