Adoção
4 de dezembro de 2015
Sentimentos acabam – o amor não.
7 de dezembro de 2015

Vocês dois realmente são diferentes

Algumas dificuldades das relações surgem depois de algum tempo no casamento e comprovam essa grande verdade – homens e mulheres são muito diferentes. E por vezes essas diferenças parecem provar que alguns casais cometeram um grave erro em se unir.

Mas vamos esclarecer algo – as diferenças são de gênero. Homens e mulheres são dois seres distintos e as diferenças apesar de abissais, são diametralmente atraídos um pelo outro. Algo que só o Criador poderia fazer.

Sendo assim se você percebe que seu companheiro tem tantas coisas diferentes de você e parece que não vai dar certo – calma! As diferenças são somente de gênero. Uma das coisas que atormenta as mulheres é a falta de diálogo; homens geralmente não conversam tanto como as mulheres; todos os homens são assim (com raras exceções).

E se você percebe que sua companheira tem algumas diferenças pertubadoras – calma! Isso é normal. Todos os casais sofrem com essas diferenças. Por exemplo, sua mulher gosta que você adivinhe o que ela está sentindo, e fica chateada se você não sabe interpretar seus sentimentos… Tenho uma boa notícia para você – a maioria das mulheres é assim.

São diversas as diferenças, tantas quantas são as relações nesse planeta. Deus nos criou diferentes; portanto os casais mais novos devem entender que se surgem duvidas sobre se foi a escolha certa, não devem se desesperar.

Provavelmente o tempo de namoro ou convívio antes do casamento tenha propiciado oportunidade para saber se vocês dois eram feitos um para o outro. Se estão juntos é porque realmente vocês dão certo, apesar das diferenças. Se não combinassem em questões de afinidade, certamente teriam terminado antes de se decidir pelo casamento.

As incompatibilidades de gênio que são motivo de tantos divórcios se fossem estudadas e dialogadas, seriam na sua maioria resolvidas. Quando duas pessoas se decidem pelo casamento naturalmente dificilmente estariam se separando se fossem tolerantes um com o outro.

A tolerância é que permite que essas diferenças de gênero se acomodem com o tempo na relação a dois. Ser tolerante é uma grande virtude que os casais devem cultivar.

Uma segunda virtude é a aceitação; aceitar o companheiro(a) como ele realmente é, sem tentar muda-lo.

E a terceira virtude a desenvolver é a cumplicidade; um deve ser cúmplice do outro. Em outras palavras a parceria deve ocorrer em todos os níveis –sexual, financeiro, emocional, familiar etc.

Isso é o desenvolvimento do princípio estabelecido por Deus – “uma só carne” Gênesis 2:24.

Quando as diferenças incomodarem, seja tolerante. Quando as diferenças atrapalharem, seja cúmplice. Quando as diferenças confrontarem, seja um parceiro. A graça de se ter uma relação heterossexual é essa – ser diferente um do outro.

Não permita que as diferenças que oferecem um encanto a relação entre homem e mulher causem problemas na sua relação. As diferenças são normais e para mudar isso basta saber apenas que elas existam.

Ivair Augusto Costa – Bioquímico, Teólogo, amigo e colaborador do Cada Dia.

Leitura recomendada:
A dama, seu amado e seu senhor: As três dimensões do amor feminino https://amzn.to/3EhZSE5
Entre lençóis: Uma visão bem-humorada da intimidade sexual no casamento https://amzn.to/3DbAKO1
Direto ao ponto https://amzn.to/3dbTC4C
O Significado do Casamento https://amzn.to/2ZN1SoR
A Celebração do Sexo https://amzn.to/3EjqvIO

Este é o melhor leitor de ebook e com vários recursos para facilitar sua leitura:
Dispositivos Kindle https://amzn.to/3EmPr1Z