Os dez mandamentos do telespectador cristão
25 de maio de 2016
Saiba Perder
25 de maio de 2016

Frigidez feminina

Falar de frigidez feminina é falar da falta de amor, carinho, desejo e excitação. Considerado um dos problemas sexuais que mais aflige as mulheres, muitas carregam este estigma sem entender o que é e como se instala uma disfunção desta ordem.

Classificada como um transtorno do desejo hipoativo, a frigidez é considerada uma disfunção ou alteração da função sexual que se apresenta como um bloqueio parcial ou total da resposta psicológica e fisiológica da excitação.

As principais características deste transtorno são o déficit ou falta de fantasias sexuais e a ausência do desejo de ter qualquer atividade sexual, o que leva a grandes dificuldades de relacionamento e muito sofrimento. Este transtorno pode acometer a mulher durante toda sua vida afetiva, por um determinado período em função de uma circunstância limitante ou no relacionamento com um parceiro especificamente.

Existem fatores físicos e psicológicos que determinam o aparecimento desse quadro. Os fatores físicos mais comuns são: dor na relação sexual, alterações hormonais, debilidade física por doença ou uso inadequado de remédios, dentre outros. Mas são os fatores psicológicos os grandes causadores da frigidez feminina que vão do desconhecimento do próprio corpo, muito comum em mulheres que recebem uma educação castradora, medo de engravidar, religião, crendices, experiência obstétrica traumática, envelhecimento, até a violência sexual que inclui o abuso e o estupro.

Além destes fatores, existem mulheres que se cobram muito em todos os aspectos, que estão sempre aquém do que gostariam e acabam se preocupando muito mais com o desempenho do que com a sua satisfação ou não gostam de seus corpos, sentem vergonha de seus órgãos genitais, se acham fora de forma – o que as deixam pouco ou nada a vontade na hora de se expor – e, com isso, passam a negar toda a sua sexualidade e todo tipo de atividade ligada a este aspecto das suas vidas.

O estresse e a depressão também podem levar a mulher à não sentir desejo sexual, pois geram desmotivação, apatia e tristeza que inviabilizam a formação de fantasias sexuais tão importantes para a excitação.
.

Silvani Martani – Psicóloga e Professora em São Paulo. Amiga e colaboradora do Cada Dia. Autora de artigos para revistas, jornais e do livro Uma Viagem para a Puberdade e Manual Teen, para orientação dos jovens.
.

Leitura recomendada:
A dama, seu amado e seu senhor: As três dimensões do amor feminino https://amzn.to/37nFYJl
Entre lençóis: Uma visão bem-humorada da intimidade sexual no casamento https://amzn.to/2OOfdr5
Direto ao ponto https://amzn.to/2LXS30i
O Significado do Casamento https://amzn.to/37EwPMP
A Celebração do Sexo https://amzn.to/3s1I61b

Este é o melhor leitor de ebook e com vários recursos para facilitar sua leitura:
Kindle 10 geração https://amzn.to/3u6cF7U
Kindle Paperwhite https://amzn.to/3dnp01w
Kindle Oasis https://amzn.to/3rWwrk8