Valores nas relações
11 de maio de 2016
Qual é o Problema?
18 de maio de 2016

Destination Wedding

Não são poucos os noivos que optam por um “destination wedding”, ou seja, querem se casar fora da cidade onde moram. Por ser uma comemoração realizada em um local distante, outra cidade ou país, o “destination wedding” acaba se tornando uma opção interessante, e o simples deslocamento para participar da festa pode ser um atrativo adicional para os convidados.

Mas, a atenção aos preparativos deve ser redobrada, os noivos devem planejar tudo com muita antecedência e cuidado, para que os convidados tenham como chegar até o local, e, se for preciso, ter acomodações para hospedagem.

Sugiro que os noivos elaborem um check list, uma espécie de agenda com tudo o que precisam preparar. Assim, além de providenciar tudo, eles podem produzir um cronograma, com os itens que devem ser vistos, semana a semana.

As decisões e os detalhes para o casamento são inúmeros e a organização é o melhor caminho para vencê-los. O ideal é que o casamento comece a ser preparado com, pelo menos, um ano de antecedência. Mas, se a igreja ou local da festa escolhidos pelo casal for muito concorrido, o prazo pode ser bem maior. Contratar profissionais recomendados e de confiança, ter uma pessoa para checar tudo (assessoria) também ajuda muito a diminuir as chances de algo sair errado.

No caso de um “destination wedding”, é importante enviar o save the date, uma espécie de pré-convite. O save the date, precisa ser remetido entre seis e três meses antes do casamento, informando aos convidados sobre o evento e pedindo para que eles reservem a data na sua agenda de compromissos.

O ideal para viagens curtas é avisar os convidados com três meses de antecedência. Já para viagens internacionais é necessário avisar sobre o evento até seis meses antes. Tanta antecedência é para o caso de o convidado ter que providenciar passaporte, vistos, documentos etc.

O convite oficial pode ser enviado um mês antes do casamento.

Como em um evento tradicional, realizado na cidade dos noivos, os convidados são responsáveis pelas suas despesas, pelo aluguel ou compra dos trajes e também pelas despesas de transporte e deslocamento para a festa.

Se um convidado em especial não poder arcar com os custos da viagem e hospedagem, os noivos ou suas famílias podem, sim, com elegância e discrição, se oferecerem para pagar as despesas, carinhosamente.

Se o orçamento dos noivos permitir, o casal pode providenciar para que seus convidados tenham vans à disposição e uma recepção calorosa. Uma sugestão é preparar bilhetinhos de boas vindas para deixar no hotel.

 

Marcia Possi –  Amiga e colaboradora do Cada Dia e diretora da Marriages Assessoria empresa especializada em organização de casamentos. Criadora do Clube das Noivas maior grupo de discussão com foco em casamento da América Latina.