Jesus cura um paralítico em Cafarnaum
18 de agosto de 2021
A pesca maravilhosa
25 de agosto de 2021

A pessoa perfeita ou a pessoa certa

Você estava sozinho, e um dia conheceu uma pessoa, você não sabe a razão, mas esta pessoa era diferente, especial, te atraia e encantava.

Minha pergunta para você é a seguinte: naquele dia você encontrou a pessoa certa ou a pessoa perfeita? 

Provavelmente hoje você me diga que encontrou a pessoa certa, mas quem sabe naquele dia em que se apaixonou, que não conseguia tirar esta pessoa do pensamento, e em que ela se tornou o centro de suas atenções e pensamentos, portanto o centro da terra no que dizia respeito a você, talvez você achasse a pessoa perfeita. Tudo nela era sublime.

Se naquele momento de desvario da paixão eu apontasse alguns pontos negativos, você os observaria, entretanto não levaria em conta, deixaria estes aspectos de lado e olharia apenas para as virtudes.

A pessoa então seria perfeita ou certa, apesar dos aspectos negativos que eu te apresentasse, e eles não seria suficientemente fortes para que desistisse de sua paixão e namoro.

Entretanto se eu perguntasse para você hoje se seu cônjuge é a pessoa perfeita ou a pessoa certa, talvez você respondesse que esta pessoa é a pessoa certa, e dependendo de como foi esta noite ou do que ocorreu no café da manhã, é bem provável que tivesse até dificuldade para afirmar que ela é a certa.

Então, o que fez com que a pessoa perfeita, a pessoa certa se transformasse a tal ponto de hoje você achar que está pessoa hoje é suportável? O problema estaria na pessoa ou em você? 

Provavelmente, seu foco hoje não seja mais as virtudes que ela possui, mas seu olhar se tornou mais abrangente e passou a focar também os defeitos. Isso é normal, mas certamente estes defeitos já existiam e estavam lá. 

O que ocorre é que agora você olha mais para os defeitos do que as virtudes. E se olharmos para os defeitos a pessoa que está ao seu lado será a pior dos pecadores, mesmo que eu mostre suas virtudes e chame sua atenção para suas qualidades, suas atenções continuam fixas nos defeitos.

Então, um dos grandes motivos de choques e enfrentamentos entre os casais ocorrem porque estão focado, ligados, sintonizados com os defeitos apesar das virtudes. 

Existe uma frase que é atribuída a Geoffrey Chaucer: o Amor é cego. Não propriamente cego, mas um analista. Ele olha o objeto de seu amor, analisa as premissas e determina se deve ou não investir 

.

Autor desconhecido